sexta-feira, 28 de julho de 2017

EPICENTER COMICS - ZAGOR ORIGENS

Se a Mythos Editora no Brasil, chega com 'A Origem de Zagor' em Cores e nossos corações explodem de alegria. Podemos entrar em estado de EUFORIA e desintegrações sem fim com mil 'raios da morte' pois a EPICENTER COMICS vem com NOVIDADES sem fim!!


A Epicenter Comics em sua página no Facebook informa: "A capa do nosso próximo Zagor omnibus (Edições com Histórias Completas) que chegará em 2018! 



Zagor: As Origens, conterá 3 histórias completas sobre o passado de Zagor (A Origem de Zagor, Darkwood Ano Zero e a Ponte de Arco Iris) e de como ele se tornou 'O Rei de Darkwood'. 



Como de costume, a capa foi desenhada por Michele Rubini e colorida por Well-Bee. 



Esperamos que gostem! 





Este livro provavelmente terá cerca de 450 páginas!"

segunda-feira, 24 de julho de 2017

A Origem de Zagor e suas versões

Jim Halley, grande zagoriano observou algumas diferenças entre as edições em cores pela Mythos Editora, e aquelas publicadas pela Vecchi e Record
.
Fomos analisar as edições com a história, começando pela mais antiga, a primeira Zagor publicado no Brasil pela Vecchi em 1978.
Onde se vê um Zagor colérico se arremeter contra a porta, derrubando-a e no interior da cabana há uma pele de urso na parede.
Na sequência há um Zagor avançando feito bólido, e ao lado da porta vemos uma tina onde o morador se higienizava e uma estante.
Página e sequência que se repetem na segunda revista com "A Origem de Zagor" agora pela Editora Record, em 1989.
Notem que fora a questão de 'qualidade de imagem' e tons de p/b que diferem entre as duas editoras, a revista Zagor não apresenta diferença na narrativa e nos quadros.
O Zagor em Cores da Mythos Editora, apresenta a diferença no quesito móvel, e a falta da pele estendida na parede logo após a entrada de Zagor.
Buscando a edição histórica italiana em cores do Rei de Darkwood, podemos observar que o material da Mythos segue fielmente a edição italiana.
Não aparecendo a estante como mostrado na edição Vecchi/Record, bem como, a questão da pele que também não se encontra pendurado na entrada da residência, ao lado da porta.
Certamente, uma curiosidade bastante interessante aos fãs brasileiros que possuem as diferentes edições. E, como leitores das antigas diriam: "Prêmio Cata Piolho para o Jim!".
Na edição italiana do TuttoZagor, podemos verificar como ocorreu a publicação em p/b.
E nestas páginas, a sequência que transcorre é semelhante a usada no Zagor Edizione Storica à Colori.
Com o mobiliário e posição da pele tal qual a edição em cores italiana.
E utilizada como padrão pela Mythos Editora para a versão nacional do Rei de Darkwood.

domingo, 23 de julho de 2017

Análise Gráfica - Zagor em Cores Mythos 1

Chegou o primeiro volume do Zagor Edição  Especial em Cores  - A Origem de Zagor, pela Editora Mythos, e resolvemos analisar as várias que trazem esta história no Brasil, bem como, a versão italiana colorida.
Apenas olhando se observa algumas diferenças entre elas, sendo que a edição da Vecchi e a da Mythos são em formatinho, enquanto a da Record é formato italiano, ainda que a edição em cores da série 'Storica' é um formato maior, o chamado no Brasil de 'gigante'.
O Formatinho da Vecchi é um pouco menor que  a edição da Mythos, menos que 1cm entre eles. Ainda se observa que a capa da Vecchi não possui uma gramatura igual à da Mythos, um dos pontos positivos deste volume, haja vista, que a capa possui um acabamento mais consistente que o habitual.
Salienta-se que a capa da Vecchi utiliza a versão italiana do Zagor 01, e não a que se refere a história no interior da revista, Zagor italiano # 55 que aparece na última capa da edição, e que é usada como capa na revista da editora Record.
Sendo que a edição em cores, utiliza a capa do Zagor Italiano # 56 - Il Rè di Darkwood, tal como ocorreu com a edição em cores italiana. Na versão nacional observa-se que a posição de Zagor frente a capa italiana está invertida.
Ainda há diferença no uso das cores, sendo que a paleta utilizada no Brasil é mais 'carregada', enquanto a versão original (italiana) as cores são mais 'suave', mas nada que comprometa ou altere as cores utilizadas, que se mantém fieis aos tons utilizados.
Falando em cores e formatinhos versus p/b e formato grande, vamos observar um pouco o interior das edições, começando pelo formatinho da Vecchi 01 - A Origem de Zagor, onde se vê os detalhes do p/b sobre o papel, que é bem similar ao da Mythos.
O material da editora Record tem um campo visual melhor, devido o formato italiano, onde não se 'condensa/comprime' tanto a imagem como ocorre com o formatinho.
E por falar, em formatinho, é possível analisar esta tomada de sombras e escurecimento da imagem, em grande parte, pela redução da imagem, isto porém não destoa tão firmemente da impressão italiana, que possui o formato gigante, porém uma paleta bem mais suave.
As imagens não ficam deformadas no formatinho, mesmo com a redução, e nem as cores somem neste caso, o que não implica grandemente no processo de leitura, observação das artes e o uso das cores, apesar das diferenças apresentadas.
Um ponto positivo desta edição da Mythos frente as outras edições nacionais, foi a inclusão de material extra sobre os pais gráficos de Zagor, e um pouco sobre a personagem e que não se viu nem na Origem de Zagor da Record ou da Vecchi.
Certamente os extras acrescentam à história, e o conhecimento acerca o Rei de Darkwood. O talão de cheque (formato inicial das histórias) é a prova histórica do sucesso obtido destas décadas. Preencham as vossas folhas de cheque, e boas compras, edição realmente especial!

terça-feira, 18 de julho de 2017

Visita a Mythos - 2017

Neste mês, julho de 2017, Wilson Sacramento, da equipe Zagor Brasil esteve na Mythos Editora, juntamente com o ex presidente do Fã Clube Tex e Zagor Brasil, Jesse Bicodepena, onde se encontraram com o Editor e Diretor da editora da fogueirinha, Dorival Lopes.
Na ocasião, estiveram conversando sobre as publicações da Mythos Editora, Tex e Zagor.
O Editor de Zagor, Dorival (de verde) quando indagado sobre o futuro da edição em cores, foi bastante categórico, que havendo uma adesão significativa nas vendas, teremos novos volumes, e que ZAGOR nunca decepcionou, pois tem leitores bastante fieis e que mantém o Rei de Darkwood na ativa.
O Editor, Dorival Lopes disse que gostaria de publicar "Odisseia Americana", que como vimos aqui na entrevista com Igor Maricic da Epicenter Comics, os editores tem certa predileção pelos clássicos Nollitianos. E como sabemos, esta é uma das histórias que vive no top 10 das aventuras do Rei de Darkwood, e certamente agradará.
A Revista nesta matéria: ZAGOR ESPECIAL EM CORES # 01 - A Origem de Zagor, foi DOADA/PRESENTEADA para o trapper Wilson Sacramento, quando da iniciativa deste em comprar lá editora o referido exemplar, e fica registrado o  agradecimento pelo presente, tanto ao Dorival e quanto a Mythos.
Para quem estiver por São Paulo/SP, ir contemplar este poster gigante do Zagor, vale a caminhada à editora ... Trapper Zagoriano, adora SAGAS pelo mundo todo, isto está no DNA de quem ama Darkwood e o Espírito com a Machadinha!

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Chapa Fã Clube Tex e ZAGOR BRASIL

O Fã Clube Tex e Zagor Brasil anuncia a chapa concorrente à Direção Executiva, para o biênio 2017 - 2019.



O Pleito se dará no dia 07/07/2017 em Reunião Exclusiva de Associados, através de chamada nominal para tal.

Fica registrado nosso voto de Sucesso ao Fã Clube e a chapa inscrita no processo.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Zagor 172 - OS LOBOS NEGROS / A SOMBRA DO FARAÓ

Zagor #172 - OS LOBOS NEGROS / A SOMBRA DO FARAÓ

 
Os Lobos Negros haviam sido debelados por Zagor, mas voltaram para atacar a aldeia dos mohawks de Tonka, pois o General Trafford, criador dos letais Lobos de Ferro, tem uma conta pendente com eles… mas Tonka e Zagor não vão ficar apenas olhando!

Em outra aventura, Zagor escolta o professor Oldbones para verificar se, nos subterrâneos da pirâmide construída anos antes pelo arqueólogo louco Vincent Krebs, existem objetos valiosos que podem ser recuperados.

Quando o grupo chega ao local, o Espírito da Machadinha percebe que presenças misteriosas e arcanas estão de olho neles.


Texto: Capone/Burattini * Desenhos: Bisi/Torricelli
192 pags - p&b - R$ 21,90

Zagor Especial em Cores #1

Como anunciado aqui em exclusividade em dezembro de 2016. a Mythos lançaria a revista em Cores do Zagor, e para tal escolheram a "Origem de Zagor".

Zagor Especial em Cores #1
- Formato 13,5 x 17,6 cm - 160 pags - cor - R$ 29,90
 
A ORIGEM DE ZAGOR
Texto: G. Nolitta * Desenhos: G. Ferri
 
Zagor conta a Chico a triste história de seu passado, desde quando ele era menino e morava com o pai e a mãe numa cabana às margens do rio Clear Water quando, num dia terrível, os Wilding foram atacados e mortos pelos índios abenakis, liderados por um branco, Salomon Kinsky. Jurando vingança, o futuro Rei de Darwood não conseguia aplacar a sua sede de vingança até que, um dia, viu-se frente a frente com Kinsky, e esse encontro mudaria para sempre a sua vida. Uma história completa e em cores.

Fonte: 
https://www.mythoseditora.com.br

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Homenagem a Gallieno Ferri!

REVISTA AVENTURA  nº 04 - GALLIENO FERRI

Para o final do mês de maio de 2017, está previsto na Itália o lançamento de uma edição Especial para o pai gráfico de ZAGOR: GALLIENO FERRI (Ferri).


Para a tal, a revista Aventura, trará 2 histórias com roteiro do criador de Zagor e Mister No: Sergio Bonelli (Guido Nollita), bem como, o pai gráfico destas personagens: Ferri.

Sendo que a "Encontro na Floresta" foi publicada no Brasil nas edições Zagor Vecchi 12, e na Zagor Especial 01 da Editora Record. Neste volume se dá o Encontro de Zagor com o Chico, que aliás abre a história, até a primeira aparição do herói no desenrolar da aventura.

O volume especial ao Ferri trará a aventura que abre o 1º número da Revista Mister No da Editora Record: "Amazônia", tomado do nome à 2ª história ali presente, e nos mostra um pouco da vida de Mister NO enquanto agente turístico em Manaus.

No site da Sergio Bonelli Editore temos o seguinte texto:


"Um pouco mais de um ano após sua morte, o nosso Editor presta a homenagem apropriada para Gallieno Ferri, com a Revista Aventura, inteiramente dedicado ao Mestre da Ligúria. 

As páginas da revista reproduzem na íntegra as primeiras aventuras completas de dois heróis que viveram a sua estreia graças aos desenhos de Ferri: Zagor e Mister No! 
Além da história em quadrinhos, o volume traz esboços e um dossiê dedicado ao príncipe inesquecível de desenhistas zagorianos."

domingo, 9 de abril de 2017

Zagor Brasil no Festival Guia dos Quadrinhos

Zagor Brasil marcando presença!
O Festival Guia dos Quadrinhos é um evento que ocorre em São Paulo ao longo dos últimos anos, e tem atraído fãs do mundo nerd, de vários cantos do país.
Como não pode deixar de ser, trappers Zagor Brasil sempre marcam presença nestes eventos.
E claro, são em eventos deste porte que se encontra aquela revistinha que você estava há tempos procurando, é onde você firma a presença do Senhor de Darkwood no cenário nerd.
São eventos como este que você reencontra artistas parceiros que caminham juntos com Zagor Brasil, realizando eventos, ou mesmo, fazendo arte exclusiva para os fãs.
Parceiros como o Laudo Ferreira, acima desenhando Zagor, ou aqui Will Sideralman, que propiciou o Zagor que foi usado como calendário em 2015.
São estes momentos de encontros de Fãs de Zagor que propiciam novos projetos para o Rei de Darkwood, fazendo o deleite da legião de trappers mundo afora.
Fica nosso agradecimento ao Omar Viñole que também esteve na SAMPA FUMETTI CON 2015.
Bem como, o Daniel Esteves ... que entre caras e olhares, coloca o terror dos mortos em perspectiva ... e lembrou do trapper Pedro Bianchi e família, de Tangará Fumetti Con - Santa Catarina 2016 ... Mas aqui é Zagor, e Zumbis não são problema!
O Edson Diogo, idealizador, realizador e  que vem coordenando toda a estrutura do Festival Guia dos Quadrinhos e que está de parabéns, e fica nosso agradecimento por momentos de boas prosas, contatos entre fãs e artistas e tudo o mais.
Filipe Chamy e Wilson Sacramento, confabulando novas ideias e projetos, afinal de contas, somos Zagor Brasil.
Não nos esqueçamos de boas COMPRAS ... E ainda bem que o Chico não estava, tinha uma pastelaria na Avenida Paulista, que ele ia acabar com tudo.